Prefeito de Ituporanga vai à Brasília solicitar maior rigor na fiscalização da cebola importada

Data: 17/03/2016
Secretaria/Setor: Secretaria de Administração
Autor Texto: Assessoria de Comunicação Social e Imprensa | Autor Fotos: Divulgação

Prefeito de Ituporanga vai à Brasília solicitar maior rigor na fiscalização da cebola importada

A importação de cebola da Espanha e da Holanda, em plena safra catarinense, acerta em cheio o mercado, reduzindo o valor pago aos agricultores e causando danos à economia. O prefeito de Ituporanga Arno Zimmermann e o vereador Daniel Schmitt, participaram na terça-feira, dia 15, com o deputado federal Rogério Peninha Mendonça, da audiência no Ministério da Agricultura para discutir a precariedade da fiscalização de outros países. “Essa cebola descarregada no Brasil sem o mínimo de segurança fitossanitária vai para Ituporanga sem cuidado com a disseminação de novas pragas. Imagine o estrago que isso pode causar, com uma bactéria importada da Europa, uma nova doença para a qual não estamos preparados, ou um vírus de rápida transmissão. A falta de rigor e responsabilidade neste processo pode acabar com a fonte de renda de 15 mil famílias em Santa Catarina”, critica o deputado.

Ao Secretário de Defesa Agropecuária, Luís Rangel, a comitiva ituporanguense explicou que a cebola de Santa Catarina abastece o mercado nacional de novembro a abril, e a entrada a bel-prazer dos bulbos europeus, pode pôr em xeque toda esta produção. “É preciso que o governo federal faça um mapa muito criterioso da importação, ou em breve poderemos trazer para Santa Catarina uma praga quarentenária, que afete o trânsito interestadual da safra por décadas e ponha fim à nossa hegemonia na produção de cebola. A pauta que trouxemos para Brasília é muito séria, e espero que o Ministério da Agricultura dê atenção a ela”, cobrou o prefeito Arno Zimmermann.

Para o vereador Daniel, que responde pela coordenação da Câmara Setorial da Cebola, outra reivindicação justa e urgente diz respeito à legislação sobre o tema: “Solicitamos mais atenção quanto à aplicação da Portaria 529 de 1995, do MAPA, que rege a classificação, apresentação e comercialização de cebola no âmbito nacional e do Mercosul. A revisão e atualização desta norma também são necessárias em função das modificações dos sistemas de produção e da ampliação do mercado com as constantes importações”.

Atento às demandas, Rangel garantiu celeridade para sanar este gargalo que, segundo ele, interessa muito ao governo federal. “Vou propor que haja a partir da próxima semana, um aumento da lupa sobre as cargas de cebola que chegarem ao Brasil. Detectados quaisquer problemas fitossanitários que ponham em risco a qualidade do produto nacional, entraremos com um processo para que a cebola europeia passe pelo mesmo crivo do arroz, que é reclassificado no complexo portuário, assim que dá entrada no país”, defendeu o Secretário de Defesa Agropecuária. Ele também acrescentou que o Ministério da Agricultura pode exigir a criação de um certificado para o produtor europeu, que passaria a ter sua safra monitorada constantemente, com o intuito de garantir o bom cultivo da lavoura.

Peninha, Arno e Daniel aproveitaram a oportunidade e convidaram a Ministra da Agricultura, Kátia Abreu, para a Festa Nacional da Cebola, que será realizada de 07 a 10 de abril. Paralelo ao evento, na Semana da Agricultura Familiar, um técnico da pasta palestrará aos agricultores catarinenses acerca de temas como a importação do produto europeu.



(47) 3533-1211 - Rua Joaquim Boing, Nº 40, Centro - Ituporanga
Prefeitura do Município de Ituporanga -- Todos os direitos reservados. Copyright © 2017
Horário de Atendimento: 8:00 hs às 12:00 hs e das 14:00 hs às 17:00 hs
Webmail