Inaugurada a nova ponte Vitório Sens

Data: 09/12/2013
Secretaria/Setor:
Autor Texto: Assessoria de Comunicação Social e Imprensa | Autor Fotos: Fabiano Amaral

A Administração Municipal de Ituporanga inau­gurou, no dia 5, a nova ponte Vi­tório Sens, no Centro da cidade. Para a inauguração era esperada a vinda do vice-presidente da República, Michel Temer, que havia confirmado presença, porém, devido ao mal tempo, não pôde sair de Florianópolis, de onde viria de helicóptero até a Capital Nacional da Cebola.

O tempo chuvoso, aliás, prejudicou também a solenidade que aconteceria na Praça Frei Gabriel. Com a forte chuva, as autoridades e o público tiveram que se abrigar na Igreja Matriz Santo Estevão, onde foi realiza­do o ato.

Centenas de autoridades regionais prestigiaram a sole­nidade. Além do prefeito Arno Alex Zimmermann Filho e da vice-prefeita Angelita Goedert Oliveira, destaque também para as presenças dos deputados estaduais Aldo Schneider e Dirce Heiderscheidt; secretário regio­nal da SDR Ituporanga, Elias Souza e da SDR Rio do Sul, Italo Goral; presidente da Epagri, Luiz Ademir Hessmann; prefei­tos José Bráulio Inácio “Zezé” (Chapadão do Lageado); Tatiane Dutra Alves da Cunha - titular - e Bruna Prim - em exercício (Leo­berto Leal); Naudir Schmitz (Al­fredo Wagner), Antônio Oscar Laurindo (Imbuia) e Garibaldi Antônio Ayroso (Rio do Sul).

Durante a solenidade na Igreja Matriz Santo Estevão também foram assinados convê­nios viabilizados pelos deputa­dos Dirce e Aldo, secretário de Estado da Agricultura, João Ro­drigues e SDR Ituporanga. Os convênios são para a instalação de telefonia fixa e internet no meio rural no valor de R$ 142 mil; para aquisição de imple­mentos agrícolas no valor de R$ 108 mil e para a recuperação da malha viária municipal no valor de R$ 257 mil. O presidente da Epagri e ex-prefeito de Itupo­ranga, Luiz Ademir Hessmann também trouxe um convênio, no valor de R$ 3 milhões, para ser assinado no município. Este último será para monitoramen­to e irá auxiliar o trabalho da Defesa Civil no Alto Vale do Itajaí.

Após a assinatura dos con­vênios e o discurso das autori­dades, mesmo debaixo de muita chuva, foi descerrada a placa e a fita inaugural da nova ponte que liga o Centro à margem esquerda do Rio Itajaí do Sul.

Trânsito

Com a nova ponte o trânsito no centro de Ituporanga sofre algumas modificações. Quem desce pela Rua 14 de Fevereiro (Beto’Esportes) pode optar por entrar na Travessa Jacob Sens (Correio), dobrar para a Rua Presidente Nereu (Centro) ou seguir para a margem esquerda do Rio.Já quem vem da margem esquerda do Rio terá que entrar, obrigatoriamente, na Rua Presi­dente Nereu.

Quem vem da Rua Presiden­te Juscelino (Bradesco), sentido Rua Presidente Nereu (Centro) e entrar na Rua 14 de Fevereiro (Beto’s Esportes) precisará, obri­gatoriamente, entrar novamente na Travessa Jacob Sens (Cor­reio). Para quem vem da Rua Presidente Juscelino (Bradesco) e segue pela Rua Presidente Nereu (Centro), na Rua Emílio Altemburg (O Boticário) será mão dupla até o entroncamento da Rua Governador Celso Ramos (Hospital Bom Jesus). (veja as mudanças no gráfico).

“Por enquanto as mudanças serão essas, mas vamos analisar o fluxo de veículos para ver se precisará outras modificações”, comenta a diretora do Depar­tamento Municipal de Trânsito (Demutran), Eliana Dammann.

Um pouco de história

Vitório Sens foi figura marcante na história ituporanguense. Foi ele, acompanhado de seu amigo Frei Artur Kleba, que idealizou e deu início a construção da ponte pênsil sobre o Rio Itajaí do Sul, ligando o Centro ao Bairro da Gru­ta. A inauguração de ponte pêncil aconteceu em 1948. Aliás, coincidiu também com a inaugura­ção da Gruta Nossa Senhora de Lourdes.

Como naquela época não existia os mesmos recursos de hoje em dia, para fazer o teste de resistência da ponte pênsil, Vitório Sens fazia com que um caminhão lotado passasse várias vezes pela obra. Quando a ponte ficou pronta ela se tornou um ponto turístico e de encontro de Ituporanga. Todos queriam tirar fotos e passar pela ponte.

As despesas para a construção da ponte pên­sil foram todas pagas pelo povo, que naquele tempo ainda era chamado de saltograndense. Além das doações, principalmente, de madeiras feitas por famílias tradicionais, várias festas na Gruta foram realizadas para a arrecadação de fundos. Como os compromissos com fornecedo­res dos materiais, sobretudo dos cabos de aço e ferragens, precisavam ser cumpridos imediata­mente, a Igreja adiantou os recursos.



(47) 3533-1211 - Rua Joaquim Boing, Nº 40, Centro - Ituporanga
Prefeitura do Município de Ituporanga -- Todos os direitos reservados. Copyright © 2017
Horário de Atendimento: 8:00 hs às 12:00 hs e das 14:00 hs às 17:00 hs
Webmail